sábado, 31 de março de 2018

#4 Brincamos? Especial Caça aos Ovos (ou às Cenouras!)

Uma rubrica normalmente mensal, que dá sugestões de brincadeiras simples que podem fazer em casa.
Em altura de Páscoa e coelhinhos, fazemos uma rubrica extra este mês, com algumas ideias para uma das nossas brincadeiras preferidas: Caça ao Tesouro, em versão adaptada à época!! ❤
Porque é simples Brincar!! 😉


✔O tesouro, podem ser os tradicionais ovinhos de chocolate ou as versões mais saudáveis:
- ovos cozidos
- ou cenouras, que os coelhinhos deixaram de presente ;)
✔Podem ter um tesouro no final, ou pequeninos tesouros, espalhados pelo percurso.
✔As Caças ao Teosuro sabem sempre melhor ao ar livre, mas em dias de chuva, preparar uma dentro de casa, pode ser igualmente divertido!!

1- Com patas de coelho espalhadas, formando um percurso que terão de percorrer, até encontrar o tesouro! Forma mais simples e ótima para os mais pequeninos, que adoram ver a prova “real” de que o Coelho da Páscoa esteve ali.
Dicas para fazer as patinhas: imprimir e recortar (tem vários moldes na internet) ou mesmo fazer com talco ou tinta, usando stencils ou carimbos. Podem também acrescentar o que quiserem para completar o cenário: deixar uma cenoura para o coelho no dia anterior e encontrá-la mordida na manhã seguinte, carta do coelho, cestinha para colocar os ovos/cenouras que forem encontrando,...

2- Utilizando pistas, que podem ser simples ou mais difíceis, dependendo da idade da criança.
As pistas podem ter indicação dos locais a procurar: “Gaveta dos talheres” ou "árvore das flores vermelhas" ou com charadas, usando códigos, adivinhas ou trocadilhos. Podem ainda ser desafios, em que as crianças só podem continuar, se fizerem o que diz na pista: saltar 3 vezes, rebolar, correr à volta da casa,...
Se quiserem, as pistas podem ser colocadas dentro de ovos coloridos, sendo preciso abri-los para encontrar a pista. Eles adoram!

3- Com fotografias, de pormenores do percurso, que tem de ser encontrado e seguido pelas crianças. Esta foi a que fizemos estas férias, no Acive Gym / UTAD e foi muito divertido procurar o caminho a seguir, tendo apenas pormenores do percurso, registados em fotografia!

4- No "improviso" - afinal nem sempre temos tempo para estas preparações todas :)
Podem ter uns bons momentos na mesma, bastando esconder os ovos ou as cenourinhas e brincar ao “está quente, está frio”.
Delimite uma área para saberem onde procurar e para os mais velhos, melhore o esconderijo, aumentando o grau de dificuldade e estabeleça um tempo, para uma emoção extra! 😉

Boas Caças e Boas brincadeiras!! 💚💚

quinta-feira, 29 de março de 2018

#9 Blogar na Casa do Brincar

(Texto e fotos Tiago - 5 anos)


Eu encontrei a pedra debaixo das escadas. A Mariana deu a ideia de pintar um jardim. Gostei muito e fiquei muito feliz de pintar a pedra.

Quando viemos do parque das piscinas encontrámos árvores quase afundadas e eu fiquei muito triste porque não queria que elas morressem.

#8 Blogar na Casa do Brincar

(Texto e Fotos Rita - 11 anos)
     NA PASSADA TERÇA-FEIRA EU FIZ UM LINDO POM-POM COR DE LARANJA COM UMA FITA PRETA E BRANCA

FOMOS BRINCAR PARA O JARDIM E APROVEITEI PARA TIRAR UMA LINDA FOTOGRAFIA


          DEPOIS DO ALMOÇO FOMOS DAR UM PASSEIO AO PARQUE DO CORGO MAIS UMA VEZ FOTOGRAFEI ALGUMAS COISAS





        HOJE, NA CASA DO BRINCAR, FIZ UMA FOLHA EM BARRO E PINTEI-A



           FIZ COELHINHOS COM GARRAFAS, ENCHI-AS COM ESFEROVITE E DECOREI-AS


       DECOREI ALGUNS PALITOS COLORIDOS COM MISSANGAS E FITINHAS MUITO COLORIDAS

quarta-feira, 28 de março de 2018

#7 Blogar na Casa do Brincar

(Texto de Maria - 8 anos)
Hoje fiz uma cabana. Foi muito divertido, mas difícil!

Também  rebolei na relva.

#6 Blogar na Casa do Brincar

(Texto de João - 8 anos)
NA CASA DO BRINCAR FIZ UM POMPOM COM UMA LÃ DE TRÊS TONS: ERA O AZUL ESCURO, O AZUL CLARO E O AZUL CLARINHO.

FIZ UM DESENHO COM UM SOL, UM PALÁCIO, DUAS ÁRVORES E DUAS NUVENS E POSEMOS NO RETROPROJETOR.

FIZ UM DESENHO NO PAPEL DE ALUMÍNIO COM TINTA METALIZADA, E FIZ UMA IGREJA, UM SOL, DUAS NUVENS E DOIS ARBUSTOS.
 

FIZ  UMA COMIDA A FINGIR COM UMA CAIXA DE PLÁSTICO, TERRA, LIMÃO, ERVA E FLORES.
METI TERRA NA CAIXA DE PLÁSTICO, DEPOIS LIMÃO, ERVAS E FLORES.

FIZ UM PÁSSARO COM UM FIO DE ARAME, DOIS OLHOS, DUAS PENAS BRANCAS, DUAS PENAS PRETAS E UMA  PENA VERDE.
PRIMEIRO DOBREI O FIO DE ARAME COMO SE FOSSE UM PÁSSARO, DEPOIS METI OS OLHOS, UM DE CADA LADO DO BICO, PUS UMA PENA BRANCA NUMA ASA, UMA PENA PRETA NA OUTRA ASA, E DEPOIS METI UMA PENA BRANCA , UMA  PRETA E UMA VERDE NO RABO.
 

FIZ UM DESENHO COM TINTAS NUMA FOLHA BRANCA, EU FIZ UM SOL, DUAS NUVENS, UM CARRO, UMA ÁRVORE E ERVA .
 

NO JARDIM ENCONTREI UMA CASCA DA ÁRVORE E DESENHEI UMA CASA , ESTRELAS AMARELAS, COR - DE - ROSA E VERMELHAS.

terça-feira, 27 de março de 2018

#5 Blogar na Casa do Brincar

(Texto César - 6 anos)
Eu gostei de brincar no retro projector e de fazer a cortina de tampas e de brincar a pôr plasticina nos dinossauros e de pescar com peixes falsos.


Também gostei de jogar com umas raquetas que atiram bolas e foi muito fixe; e de atirar uma raqueta que bateu em 4 ramos e foi muito radical.
Gostei de jogar futebol e marcar 10 golos na baliza do Tiago mas acertei 1 estoiro na cara do Tiago sem querer.
Também fiz um baloiço com um pneu.

Esta semana gostei de brincar com os rolos sem papel higiénico e de brincar com o avião de papel e foi muito fixe.

#4 Blogar na Casa do Brincar

(Texto de Luisa, Ana. e Leonor - 8 anos; foto Leonor)
No jardim da Casa  do Brincar construímos receitas extraordinárias!
Hoje  fizemos  queques  que tinham terra, pétalas de flores, folhas e cascas de palmeira.


Também criamos gelado de chili com natureza. Usamos terra, margaridas, folhas, limão e ervas.

#2 Blogar na Casa do Brincar

(texto e foto Maria João - 9 anos)
   Eu ontem fiz uma casa com os meus amigos feita com flores, paus, limões e pinhas e adorei esta experiência e gostaria que hoje também fosse um dia maravilhoso.



   Hoje fiz um desenho de sombras que parecia um romance dos filmes sobre uma menina que andava de patins e um rapaz que só sabe rir literalmente e um coração no meio para simbolizar o amor deles. Uniram-se e foram  felizes para sempre. Eu adorei porque mostrei a minha criatividade ao mundo.


#3 Blogar na Casa do Brincar

(texto e fotos Maria - 11 anos)
  Hoje comecei o dia com muita  energia e alegria na Casa do Brincar 😋.
  Quando lá cheguei a primeira coisa que fiz (depois de: pendurar o casaco, tirar os sapatos e por as meias e pousara mochila) foi ir ver a minha casa da barbie, que ontem fiz ao final da tarde, e voltar a pegar na minha mochila onde tinha os meus acessórios da barbie para juntar à casa:


   Depois fui brincar com a plasticina e com a verde, fizdois bonecos de neve:


   A Joana hoje trouxe um molho de folhas transparentes: e eu, o M., o P. e a P. com as canetas de acetato desenhamos nas folhas, e pusemos os nossos desenhos no retroprojetor e vimos-las na parede:


   Fiquei lá um longo período de tempo a brincar, mas depois fui brincar para o jardim com os outros meninos.
   Uns deles jogaram às escondidas, outros estiveram a brincar com a cozinha de lama, mas eu estive a apanhar coisas da natureza e fiz um pequenino e fofinho coração 💚.


   Isto foi só de manhã, agora vou almoçar o que irei fazer à tarde?
   Xau e boa páscoa 👯!!!
       

segunda-feira, 26 de março de 2018

#1 Blogar na Casa do Brincar

No primeiro dia do "Olhó Passarinho", aproveitamos o lindo dia de sol e o "nosso" fantástico jardim e brincamos. Muito!! Tanto, que nem tempo tivemos para passar por aqui e registar o nosso dia. Fica para amanhã! ;)

Por hoje, deixamos apenas algumas fotos da Joana e da Ana!





quinta-feira, 22 de março de 2018

Blogar na Casa do Brincar

O nosso blogue vai ser tomado de assalto!!!

A partir de 26 de março, quem vai escrever por aqui são as crianças das oficinas Olhó Passarinho!

Vão registar o dia, contar aventuras e descobertas!

O objectivo é mostrar pelos olhos das crianças, como brincamos na Casa!

Sigam-nos e não percam pitada destas férias!! :)

terça-feira, 20 de março de 2018

Uma nova casa para a Casa

A Casa do Brincar é um projeto recente, mas é já longo o nosso trabalho e a nossa vontade de chegar mais longe.

O Centro Cultural foi (e vai continuar a ser), a nossa primeira casa. O nosso cantinho, onde todos os sábados haverá crianças a brincar, com muitas sopinhas de lama e gargalhadas à mistura.
As nossas tardes de Atividades e manhãs de Brincadeiras de Bebés, vão continuar por ali.

Mas nós temos muitos sonhos. E um deles é ter um espaço permanente onde se possa brincar todos os dias. E, apesar deste próximo passo ser ainda um passo pequeno e cauteloso, é com enorme orgulho que o damos!!

A Casa do Brincar, depois das férias da Páscoa, ficará também pelo Active Gym, com uma sala para BRINCAR de segunda a sexta!!! :)

Vamos começar por abrir portas das 17h às 20h, com o serviço ActiveKids, mas também com sala escancarada para quem quiser connosco brincar.
Será um espaço para brincar, enquanto os pais vão ao ginásio; um espaço para brincar, depois de um dia de escola; um espaço para brincar, porque sim!
Informações e Inscrições para este serviço, serão lá na secretaria.

Este sábado estaremos a celebrar e a dar as boas vindas ao novo espaço, com Brincadeiras de Bebés e Brinconautas de serviço. A entrada é livre.

Se não nos conhece, esta é uma boa altura para aparecer! ;) Brincamos?


sexta-feira, 16 de março de 2018

15 livros para o Pai e 2 para o Avô

#BibliotecaDaCasa
Rubrica mensal em que partilhamos com vocês alguns dos nossos livros preferidos!!

Começamos com o dia do Pai! E para este dia especial, a Casa do Brincar deixa 15 sugestões de livros, para o Pai, sobre o Pai, sobre ser Pai, para ler ao Pai, para ler com o Pai.
E dois para o Avô, que é pai duas vezes ;)

1. “Pê de Pai”, de Isabel Martins (+3anos)

"Um pai é mesmo uma pessoa muito especial. Capaz de se dobrar, desdobrar, encolher e esticar… um pai transforma-se, num passe de mágica, nos objetos mais incríveis. Ou será que nunca repararam nos pais transformados que andam por aí?
Pais-cabides, pais-ambulâncias, pais-aviões, pais-sofás, pais-escadotes, pais-travões… Basta abrir os olhos e observar. Um livro que olha de perto a relação de cumplicidade entre pai e filho. E que convida filhos e pais a descobrirem-se juntos ao virar de cada página." in Planeta Tangerina

2. “O Meu Pai”, de Antony Browne (+3anos)
"O livro ideal para filhos, filhas... e especialmente pais. Livro cartonado, ilustrado a cores. Um tributo aos pais num livro cheio de carinho.
«O meu pai podia ser um doutor ou um atleta, podia ser um dançarino ou um grande cantor. Mas é o MEU pai, que há-de gostar sempre de mim.»" in Editorial Caminho

3. “O Pai mais horrível do Mundo”, de João Miguel Tavares (+4anos)
"O jornalista João Miguel Tavares inspirou-se no seu filho Gui para retratar o mais antigo conflito doméstico: a vocação dos filhos para fazer asneiras e o esforço dos pais para os educar e proteger.
Com belíssimas ilustrações de João Fazenda, este é o livro ideal para todos os miúdos que acham os pais uns grandes chatos, e para todos os pais que ainda assim conseguem manter o sentido de humor." in Esfera dos Livros

4. “Eu e o meu Papá”, de Alison Ritchie (+3anos)
"«O meu Papá acorda-me todas as manhãs cedinho.
Faz-me cócegas no nariz e na testa dá-me um beijinho»

O pequeno urso e o seu papá fazem coisas maravilhosas. Vão passear pela montanha, nadam no rio à chuva, e contam histórias assim que as estrelas aparecem no céu. Fazem tudo juntos!
Uma calorosa e engraçada história que irá fazer qualquer criança e claro, o seu papá, sentir-se especial." in Minutos de Leitura

5. “O meu papá é grande, é forte, mas…”, de Coralie Saudo (+4anos)
"Todas as noites é sempre a mesma coisa. Este papá de gravata e com um ar exausto não quer ir para a cama e faz uma grande birra antes de se ir deitar. Por fim, depois de muitas negociações e de voltas e mais voltas pela casa toda, lá se consegue levá-lo. Mas ainda é preciso ler-lhe um livrinho antes da fatídica pergunta do costume: «Alexandre, meu filho, posso dormir na tua cama?»
Nesta história contada ao contrário, a inversão dos papéis diz-nos que um pai pode ser realmente grande e forte – como se constata no exercício de puro deleite em que consiste a visualização das ilustrações -, mas nem por isso deixa de precisar de colo ou de ter medo do escuro. O lado mais frágil da idade adulta consumada na paternidade alcança neste livro a doce melancolia de um tom sépia, que nos diz metaforicamente aquilo que poucas vezes deixamos transparecer." in FNAC

6. “O Pai Galinha e o seu Pintainho”, de Bernardino Pacheco (+4anos)
"A história de um pai com coração de mãe. Um livro que nos revela que o amor de pai é tão incondicional como o de mãe. Bernardino Pacheco fugiu ao cliché quando criou um Pai que tem tanto de super-herói como de fada do lar." in FNAC

7. “Eu quero o meu papá!”, de Tracey Corderoy (+3anos)
"«Há dias em que precisamos mesmo do nosso papá!
Pois para o Artur, esse era um desses dias!
Quando o seu castelo se desmorona e não há forma de o manter de pé, quando faz um dói-dói e parece que há até monstros no lago… Nesses momentos, pela ajuda e conforto como mais ninguém consegue dar, há apenas uma solução… gritar bem alto:
—Eu quero o meu papá!»
" in Minutos de Leitura

8. "O pai é Top", de Marcos Piangers
"Um livro na primeira pessoa sobre ser pai nos dias de hoje.
Uma homenagem a todos os pais que lutam para cuidar dos seus filhos, para estar presentes na sua vida e ser um exemplo para eles.
Escrito pelo conceituado humorista brasileiro que faz furor nas redes sociais, Marcos Piangers, relata na primeira pessoa a experiência de ser pai nos dias de hoje conseguindo fazer rir e emocionar o leitor." in Planeta

9. "As gravatas do meu pai", de Pedro Seromenho (+7anos)
"Esta é a história de um menino que tinha pressa de crescer. Ele achava que, se usasse uma das gravatas do seu pai, se tornaria num senhor alto e importante! Por isso resolveu experimentá-las uma a uma, fossem estas felizes, preguiçosas, apaixonadas, aventureiras ou despistadas. Mas nenhuma condizia com aquilo que sentia." in Paleta de Letras

10. "Não berres comigo, pai!", de Moni Port e Philip Waechter (+4anos)
"O pai da Helena não sabia falar normalmente. Tudo o que dizia saia-lhe da boca aos berros. A Helena estremecia mas, só por dentro. Até que um dia tomou uma decisão que deixou o pai mudo e calado. Ou quase…. Uma história que mostra como às vezes, muitas vezes aliás, os filhos também podem ensinar os pais." in Livros Horizonte

11. “O Meu Pai é Um Homem-Pássaro”, de David Almond (+10anos)

"Esta é a história da pequena Lizzie que, após a morte da mãe, se vê obrigada a desempenhar o papel de adulto perante o seu pai. Jack vive num mundo seu e, para se aproximar do pai, a jovem Lizzie começa a preparar a chegada dos participantes no Grande Concurso do Homem-Pássaro, que irá decorrer na povoação onde vivem.
Todos podem participar, basta que queiram atravessar o rio a voar. O pai de Lizzie é um dos participantes no Grande Concurso, e acredita que com as suas asas feitas de penas verdadeiras, conseguirá voar sem dificuldades. Será mesmo verdade? E Lizzie conseguirá acompanhar o pai neste voo? Uma aventura fantástica repleta de carinho e momentos divertidos." in FNAC

12. "Foi o Meu Pai que me Disse", de Pauline Martin e Astrid Desbordes (+4anos)
"«O Gonçalo observa as andorinhas no céu. − Vão para o outro lado da Terra − explica o pai. − Também posso ir tão longe quando for grande?»
É assim que começa mais um livro encantador em que o pequeno Gonçalo é o protagonista. Desta vez, explora-se a relação pai-filho, num diálogo curioso, rico e comovente, acompanhado de ilustrações certeiras. Um livro que nos pertence a todos, que nos comove do princípio ao fim e que nos relembra como é crescer, percecionar o mundo e seguir o nosso caminho pela vida." in Edicare

13. "Pai Querido Pai", de Luisa Ducla Soares (+4anos)
"O Meu PAI é o melhor. Tenho a certeza que, para ti, o Teu PAI também é o melhor.
Para todos nós, o Nosso PAI é único, especial e o mais querido de todos. Quer seja bombeiro ou domador, futebolista ou agricultor, banqueiro ou professor, informático ou pintor, o PAI é aquele que está sempre presente, que tem uma solução para tudo, uma brincadeira para nos animar e uma palavra amiga com que nos brindar.
PAI, QUERIDO PAI é uma homenagem ao meu, ao teu e a TODOS os PAIS deste mundo." in Leya Online

14. "O meu pai é um biscoito - ioga para pais e filhos", de Baron Baptiste (+6anos)
"Esta obra oferece às crianças, de uma forma descontraída e divertida, uma primeira abordagem ao Ioga. O Ioga ensina os mais novos a sentirem-se bem dentro dos seus corpos e ajuda-os a fazerem escolhas com os seus corações. Este é um auxiliar precioso, tanto para crianças como para educadores." in Livros Horizonte

15. "Um papá à medida", de Davide Cali e Anna Laura Cantone
"Esta é a história de um menino que procura um “papá” que “combine” com a sua extraordinária “mamã”, uma mamã que, além de jogar matraquilhos e berlindes, de saber andar de patins, fazer contas de cabeça e fazer puzzles, é maior, mais forte, mais bonita, mais inteligente e mais desportista do que as outras mamãs."


E ainda duas sugestões para o avô:
"O meu avô”, de Catarina Sobral
"Para os avôs (que são pais a dobrar) este livro, premiado com o Prémio Internacional de Ilustração da Feira do Livro de Bolonha de 2014, é ideal. Conta a história do Avô e do Dr. Sebastião. Duas personagens, dois tempos diferentes.
«O meu Avô acorda todos os dias às 6 da manhã. O Dr. Sebastião acorda às 7. Cruzam-se todos os dias à mesma hora. O meu Avô já teve uma loja de relógios. Agora tem bastante tempo. O Dr. Sebastião não é relojoeiro nem tem tempo a perder. O meu Avô tem aulas de alemão e aulas de pilates. Escreve cartas de amor (ridículas) e faz regularmente piqueniques na relva, comme il faut. Depois, ainda tem tempo para ir buscar-me à escola… De Pessoa a Manet, de Almada a Tati, um livro repleto de referências artísticas.»" in Orfeu Negro

"Como tomar Conta de um Avô”, de Jean Reagan
"Nas páginas deste livro, vais encontrar dicas essenciais para aprenderes a tomar conta do teu avô, incluindo:
• Como brincar com um avô (podem construir uma gruta de piratas, por exemplo);
• Coisas para fazer durante um passeio (quer chova ou faça sol);
• Os petiscos que um avô adora. Da próxima vez que o teu avô tocar à campainha, vais estar mais do que preparado para ocupar o vosso tempo. (Assegura-te de que tens à mão os lápis de cera, os tubarões de plástico e o ketchup!)" in FNAC

Quem somos

A Casa do Brincar tem portas abertas para a rua e o horizonte a ver-se da janela. Tem risos, confusão, balbúrdia, imaginação e muito, muito...